Início > Uncategorized > O Artista – resenha crítica do filme

O Artista – resenha crítica do filme


Uma deliciosa viagem à era de ouro do cinema dos tempos de Charles Chaplin, Buster Keaton e D.W. Griffith. Mais do que isso: uma homenagem ao cinema. É assim que podemos definir “O Artista” (“The Artist”), uma produção franco-belga, de 100 minutos, dirigida por Michael Hazanavicius, vencedora do Globo de Ouro de Melhor Filme e Ator, e do Oscar de Melhor Filme e Melhor Ator, entre outros prêmios. O filme é mudo e preto e branco, e começa no ano de 1927, quando o cinema mudo predominava na indústria do cinema. George Valentim (Jean Dujardin) é um famoso ator de filmes mudos. Entretanto, na virada dos anos 1930, o cinema falado ganha destaque, o que faz com que Valentim seja depreciado e considerado um ator ultrapassado. Já Peppy Miller (Berenice Bejo) é uma dançarina, aspirante a atriz, fã de Valentim e ambos se conhecem por acaso. Enquanto a carreira artística de Valentim entra em curva descendente, a de Peppy sobe vertiginosamente. Valentim cai no ostracismo – e embora “O Artista” remeta aos anos de ouro do cinema, tem muito de realidade e crítica aos tempos modernos: como as pessoas se tornam descartáveis diante das novidades. É um filme sobre o passado, mas moderno em execução.

Há diversas revisitações também: o cãozinho que acompanha Valentim nas filmagens e em sua vida pessoal – Uggie, cão da raça Jack Russell Terrier – tem uma atuação bastante elogiável, tendo inclusive ganhado o 1º Golden Collar Award (2012) de Melhor Cão em um Filme. Muitos inclusive pleitearam que Uggie concorresse ao Oscar na categoria Ator Coadjuvante – o que não é permitido pela Academia. Há fortes referências chaplinianas na relação entre Valentim e Uggie – um misto de comédia e dramaticidade. Dujardin e Bejo são dois atores que possuem uma química perfeita em cena. A cena final do filme – o sapateado dos dois – é uma clara referência a “Let Yourself Go”, com Fred Astaire e Ginger Rogers. (veja abaixo a cena do sapateado de “O Artista”)

A trilha sonora foi feita por Ludovic Bource e é destaque em todo o filme.

Uma grande homenagem ao cinema, aos tempos românticos do cinema, antes de sua sonorização. Isso é “O Artista”.

TRAILER OFICIAL LEGENDADO EM HD:

CENA DO SAPATEADO – GEORGE VALENTIM & PEPPY MILLER:

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: