Início > Uncategorized > Carí$$imo Flamengo…

Carí$$imo Flamengo…


flamengo - maior torcida - foto 4“Sou MULAMBO, sou da favela, sou do povão, sou guerreiro. Sou marrento, sou do samba, sou do rock, sou do pop. Sou rico, sou pobre. Sou dentista, sou frentista. Sou polícia, sou bandido. Sou 37 milhões em um só! Tenho defeitos, sou brasileiro. Mas superando todos eles, conquistei, conquisto, conquistarei! Eu sou o mais temido, invejado, tão secado! Sou aquele que faz três timinhos rivais serem amigos quando eu jogo! Sou aquele que nunca desiste, que acredita no milagre até o último segundo! Quem sou eu? Prazer, sou eterno, sou o CLUBE DE REGATAS DO FLAMENGO.”  (Raça Rubro-Negra)

O tema do momento diz respeito à questão do aumento do preço dos ingressos para a final da Copa do Brasil, no próximo dia 27 de novembro, entre Flamengo e Atlético-PR, no Maracanã. Nos últimos dias tenho lido rubro-negros nas redes sociais (Twitter, Facebook) achando normal o preço abusivo cobrado pela diretoria burguesa do Leblon que comanda o Flamengo. Não fico surpreso.

Perfil de torcedor de rede social é muito diferente dos geraldinos e arquibaldos que frequentavam o Maracanã na Era de Ouro do time, nos anos 1980/90, quando desfilavam pelos gramados craques como Zico, Júnior, Leandro, Mozer, entre outros – com ingressos compatíveis à realidade brasileira. Eram craques mesmo, não o futebol dos tempos atuais, nivelado por baixo, que conta apenas com players esforçados, adeptos do futebol eficiente e com salários estratosféricos.

Eu mesmo pertenço a outro status de torcedor – e não vejo problema algum em reconhecer isso. A diferença é que tenho a consciência clara de que a elitização que estão promovendo é prejudicial a médio-longo prazo para o nosso futebol – e neste caso específico, do Clube de Regatas do Flamengo -, pela mudança de perfil do torcedor. O Flamengo é – e sempre ficou – conhecido como “o time do povo”. É uma instituição que conta com mais de 40 milhões de torcedores apaixonados – só perde para a Seleção Brasileira, e mesmo assim, em época de Copa do Mundo, já que a nossa Seleção não costuma ser unanimidade nas grandes rodas de discussão.

bandeirao_flamengo_richardsouza1024

Acontece que os torcedores de futebol – não apenas do Flamengo, mas dos outros três grandes clubes – vêm sendo golpeados pelas instituições governamentais que deveriam zelar pelo bem público e felicidade de todos. Primeiro, a privatização do Maracanã – arrendado por empresas “amigas” do governador – em operação pra lá de suspeita; agora, a restrição que fazem pelo preço do ingresso, cobrando muito mais caro e deixando de fora da festa o torcedor que, faça chuva, sol, frio e calor, sempre esteve lá, empurrando o time. Hoje cobram 250 reais (o ingresso mais barato), amanhã cobrarão 500 reais (sob qualquer pretexto). Tudo em nome da paixão, do fanatismo pelo clube.

E aí surge algo interessante. Toda essa polêmica descerra as cortinas para alguns elementos perniciosos, como, por exemplo…. o apartheid e o preconceito. Sim. Um observador atento das redes sociais lerá frases do tipo “Comprei meu ingresso (a R$ 250,00), que se danem os outros que não tiveram para pagar. Quem não tiver dinheiro, que assista pela televisão”. Trata-se, sem dúvidas, de uma frase infeliz. Uma frase que apresenta duas coisas: 1) Individualismo; 2) Egoísmo; e 3) Preconceito de classe. Elementos que convivem em nossa sociedade, há séculos, impregnados em nosso dia-a-dia. Na Casa-Grande, o melhor prato ia para o senhor de engenho e sua família. Os restos, iam para a senzala. Afinal, quem não podia comer pratos finos, que se contentasse com as carnes menos nobres, não é mesmo? Alguma semelhança?

Um clube que quer pagar suas dívidas arrecadando tudo em um só jogo, mesmo que pra isso traia o seu fiel torcedor, pra mim é ganancioso. Só existe meia-entrada porque ingresso (pra tudo: cinema, teatro, shows, esportes etc) é CARO neste país. Justificar que “o ingresso é caro por causa da meia entrada” é uma resposta que não se sustenta. E cambista só existe porque o próprio clube e as torcidas organizadas desviam ingressos e revendem para terceiros por preços mais caros – TODOS SABEM DISSO. O Departamento de Marketing de um clube existe para criar estratégias de lucro que perpassem não apenas a venda de ingressos, mas o desenvolvimento de promoções, venda de produtos oficiais (camisas, bolas, chaveiros, capas para celular etc).

HenfilAcho que é normal majorar o preço do ingresso, diante da importância de um evento. Mas especificamente ESSE aumento (final da Copa do Brasil) foi megalômano. Estive na final da Copa do Brasil de 2006, no mesmo Maracanã, entre Flamengo e Vasco, e não me lembro de ver ingressos caros. No último jogo do Campeonato Brasileiro, em 2009, entre Flamengo e Grêmio, não me lembro de tantos problemas envolvendo aumento do preço dos ingressos – me lembro sim, de ingressos esgotados e cambistas cobrando 250 reais pelo ingresso – atenção: CAMBISTAS.

Não podemos comparar o poder aquisitivo do público que vai a final do SuperBowl, playoffs da NBA, Champions League etc com a realidade brasileira. Se por um lado, com a distribuição de renda que vem ocorrendo desde 2003 (graças, claro, à estabilização da moeda implementada nos governos Fernando Henrique Cardoso, e levada adiante por Lula e Dilma), temos o que podemos chamar de “ex-pobres”, por outro é inegável que há abuso na precificação da final da Copa do Brasil.

Aumentar preço de ingressos para jogos decisivos/importantes é justo (e muito comum). Mas da forma que ocorreu, “cheira mal”, principalmente se levarmos em conta que o Flamengo tem um time de médio para ruim em qualidade técnica e deve (MUITO) sua classificação para a final graças à torcida, que chegou junto e empurrou o time. Por outro lado, não dá pra negar que o espetáculo vem sendo elitizado. O argumento do presidente do Flamengo é risível: “Temos que arrecadar para pagar o rombo financeiro que as administrações anteriores deixaram”.

torcedor-do-flamengo-exibe-faixa-de-apoio-ao-time-antes-do-classico-contra-o-fluminense-1320604765445_1920x1080

Peraí… quer dizer que a torcida agora vai arcar com o ônus de gente incompetente e que utilizou de má-fé para roubar os cofres do clube? Agora, realmente, nessas horas há muita gente que se aproveita politicamente neste momento para “surfar nessa onda”. O Procon deveria ter dito “presente” em diversas situações anteriores que exigiram sua atuação? Sim, claro. Mas isso também não serve de argumento para que não interfira agora. Quem pode pagar 250 reais num ingresso, não comete crime algum, mas acredito que devemos pensar coletivamente, não apenas no “garanti meu ingresso, o resto que se dane”. Onde ficarão os “geraldinos e arquibaldos” que nas décadas de 1970/80/90 ajudaram o Flamengo a surgir como grande clube (nos anos 1960 o Flamengo era um clube mediano apenas, com bons jogadores aqui e acolá, o boom veio a partir da geração Zico)? Acho que as redes sociais não podem servir de parâmetro para essa questão, porque constituímos um público mais privilegiado. Enfim, são questões que merecem ser refletidas com calma.

Essa atitude desonesta da diretoria engravatada do Flamengo me faz seriamente repensar se vou realmente continuar como sócio-torcedor do clube.

tumblr_inline_mw221cjSmA1sqipeeApenas um detalhe que todos estão se esquecendo: antes da inflacionada final contra o Atlético-PR (onde teremos o público que faria o Rei do Camarote sentir orgulho, este sim, por “agregar valor”) ainda há o jogo de ida em Curitiba. Tanto oba-oba que fazem direcionando importância descomunal ao segundo jogo é fato altamente perigoso. E se acontecer uma goleada contrária no Paraná, será que a tática do olho grande no preço dos ingressos continuará? Como diria o saudoso Garrincha: “Já combinaram isso com o adversário?”.

Caríssimo Flamengo, volte às suas origens, privilegie as suas raízes. Reveja seus conceitos e caia nos braços da sua Nação. Ainda há tempo.

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. Margarida Sousa
    novembro 16, 2013 às 22:46

    Gostei muito da matéria. É isso mesmo! Parabéns Fabrício pela lucidez dos fatos expostos.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: